segunda-feira, 8 de maio de 2017

Corredor Atlântico

O Corredor Atlântico pretende, entre vários objectivos, ligar Sines à Europa. Esta será provavelmente a ligação com maior impacto na rede ferroviária nacional de mercadorias atendendo à abertura do novo canal do Panamá.


O Corredor Atlântico, originalmente denominado como Corredor de Mercadorias n.º 4, é constituído por troços da infraestrutura ferroviária existente e planeada entre Sines/Setúbal/Lisboa/Aveiro/Leixões – Algeciras/Madrid/Bilbao /Saragoça – Bordéus/La Rochelle/Nantes/Paris/Le Havre/Metz/Strasburgo – Mannheim, transpondo as fronteiras em Vilar Formoso/Fuentes de Oñoro, Elvas/Badajoz, Irun/Hendaye e Forbach/Saarbrücken.

A 1 de Janeiro de 2016, com a extensão do Corredor Ferroviário de Mercadorias a Mannheim atravessando a fronteira França/Alemanha em Forbach/Saarbrücken, a Alemanha juntou-se a Portugal, Espanha e França como parceiro do AEIE - Corredor Atlântico. A nova configuração do Corredor Atlântico contemplou ainda uma outra ligação ao porto fluvial de Strasburgo. Consequentemente, os primeiros PaP para a Alemanha estarão disponíveis no Horário de 2017. 

Mais informações aqui.

terça-feira, 2 de maio de 2017

Plano de Investimentos na Ferrovia Nacional até 2050

Portugal irá beneficiar de vários fundos europeus que irão investir até 2050 centenas de milhões de euros na Rede Ferroviária nacional. Fique a conhecer todo o plano estratégico carregando aqui


Para já vai avançar a ligação Nine-Valença-Galiza num investimento superior a 80.000.000€, seguindo-se a ligação Covilhã-Guarda e ainda a "ponte" entre o Porto de Sines a Espanha.

A eletrificação do troço entre Nine e Viana do Castelo da Linha do Minho, esta segunda-feira consignada, vai custar 16 milhões e estará concluída no terceiro trimestre de 2018.

Em fevereiro, deverá ser lançado concurso público para eletrificação do troço entre Viana do Castelo e Valença, pelo valor de 23 milhões de euros.

No total, as obras de modernização e eletrificação da Linha do Minho entre Nine e Valença vão custar 83,2 milhões de euros e estarão concluídas em inícios de 2020. Pedro Marques lembrou que aquela região espera “há décadas” por estas obras, que vão permitir, nomeadamente, reduzir o tempo do trajeto e baixar entre 20 a 30 por cento o custo médio dos fretes de carga.

Mais informações aqui.


domingo, 29 de janeiro de 2017

Ligações ferroviárias a Espanha estarão em obra em 2017

O Governo prevê que, no âmbito do plano "Ferrovia 2020", no próximo ano se iniciem obras nos corredores internacionais Norte (de Aveiro a Vilar Formoso) e Sul (entre os portos de Lisboa, Setúbal e Sines e a fronteira do Caia).


Mais informações aqui.


quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Recrutamento Takargo

A Takargo encontra-se a reforçar a sua equipa recrutando MAQUINISTAS
(Carta de Maquinista Certificada pelo IMT - obrigatório!!!)


Oferecem
  • Integração imediata nos quadros da empresa;
  • Pacote remuneratório competitivo;
  • Formação contínua e oportunidades de progressão na carreira;
  • Custos de logística e deslocações suportadas pela empresa.

RH@takargo.PT / 219 939 400

(Atenção ao prazo de recrutamento que pode já ter terminado)

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

TAKARGO - O operador privado português no transporte ferroviário de mercadorias

A Takargo – Transporte de Mercadorias, S.A. é o primeiro operador privado português no transporte ferroviário de mercadorias. Conheça as locomotivas e as várias rotas de distribuição de mercadorias desta empresa.


Caso pretenda avançar como uma candidatura espontânea carregue aqui.


sábado, 1 de outubro de 2016

LOGISTEL: Formação de Maquinistas

Mais uma empresa que presta formação certificada pelo IMT: LOGISTEL, empresa certificada pela DGERT—Direção Geral do Emprego e das Relações de Trabalho.


FORMAÇÃO INICIAL DE MAQUINISTAS
  • Condução de comboios de passageiros e mercadorias
  • Condução de locotractores e locomotivas em manobras
  • Condução de unidades motoras em parque fechado
  • Condução de veículos especiais de via rodoferroviários para a rede do Metro do Porto 

OPERADORES DE CONDUÇÃO PARA EMPRESAS DE METRO DE SUPERFÍCIE
  • Formação de Operadores de Condução (Metro do Sul do Tejo)
  • Formação de Operadores de Condução (Metro do Porto)
  • Condução de veículos Combino (Metro do Sul do Tejo)
  • Condução de veículos Eurotram (Metro do Porto)
  • Condução de veículos Tram Train (Metro do Porto)

Contacto:
   Av. Duque de Loulé, 47 - 1º Andar
   1050-086 Lisboa, Portugal
   Telefone: (+351) 21 464 38 80
   E-mail: logistel@logistel.pt

quinta-feira, 31 de março de 2016

CP está a recrutar 120 maquinistas, Operadores de Revisão e de Venda

Comboios de Portugal está a recrutar 120 maquinistas, operadores de revisão e de venda, depois de ter obtido autorização do Governo em finais de setembro para fazer contratações, congeladas no Setor Empresarial do Estado.


Em declarações à Lusa, o presidente da CP, Manuel Queiró, afirmou que o recrutamento em curso abrange todas as classes ligadas à operação – maquinistas, operadores de revisão e de venda -, num total de 120 operacionais, estando “em fase adiantada”.

O presidente da CP explicou que a contratação de trabalhadores foi autorizada pelo Governo “em finais de setembro”, após “dois anos e meio de insistência”, sublinhando que ainda é cedo para saber se este reforço dos quadros é suficiente para fazer face às necessidades da empresa.

“Quando [o recrutamento] terminar, vamos ver se precisamos de mais. Em dois ou três meses podemos fazer um balaço”, declarou. Segundo o responsável, o recrutamento decorre em duas fases, com as candidaturas abertas num primeiro momento aos trabalhadores da empresa e, posteriormente, ao exterior.

As empresas do Setor Empresarial do Estado não podem proceder ao recrutamento de trabalhadores para a constituição de vínculos de emprego por tempo indeterminado, ou a termo, sem prejuízo de situações excecionais, devidamente fundamentadas, nos termos do disposto na legislação.

[Fonte: Pontos de Vista]


terça-feira, 22 de março de 2016

Nova Formação Inicial de Maquinistas


A FERNAVE voltou a abrir concurso para a Formação Inicial de Maquinistas desta vez com desconto de quase 50% face aos outros dois que já ocorreram nesta instituição. As inscrições decorrem até 22 de Abril iniciando-se o curso um mês depois.

Face ao número de maquinistas no desemprego é de questionar qual o mercado de trabalho existente para estes novos maquinistas.

Segue o anuncio:



sábado, 2 de janeiro de 2016

Ex-administrador da Fernave detido pela Policia Judiciária

Na sequência dos cursos da FERNAVE que relatei em 2012 aproveito para dar conhecimento de uma noticia publicada em Agosto de 2015 sobre a Detenção de Rui Lucena Marques, Presidente do Concelho de Administração da FFERNAVE, que apresentou na sede das instalações os Cursos de Formação Inicial de Maquinistas.





A Polícia Judiciária deteve o ex-presidente da empresa pública da área dos transportes, Fernave, do grupo CP, por suspeita de crimes de peculato e abuso de poder. Foi detido no aeroporto de Lisboa, quando chegava de Moçambique e já teria viagens marcadas para outros países, segundo apurou o CM. A detenção ocorreu na quinta-feira. Rui Lucena Marques, 43 anos, ex-presidente do conselho de administração da Fernave, estava com processo disciplinar devido às suspeitas e, por isso, tinha sido transferido para a CP Cargas. O negócio em causa, pelo qual terá recebido luvas no valor de mais de cem mil euros, remonta aos anos de 2011 e 2012, e consistia na CP dar formação aos maquinistas dos caminhos de ferro angolanos. O suspeito era considerado um dos grandes impulsionadores da interacionalização da CP. Ao ex-presidente da Fernave, suspeito de crimes praticados no âmbito de uma ação de cooperação com Angola, foi aplicada uma caução de cerca de 40 mil euros para ficar em liberdade. Encontra-se suspenso de funções públicas ou exercício de cargos de gestão pública e proibido de se ausentar do país, informou a PJ. "No decurso da operação foram realizadas buscas, tendo sido apreendido diverso material relacionado com a prática da atividade criminosa em investigação", lê-se num comunicado da Judiciária enviado às redações. "A investigação prossegue com vista à continuação de recolha de prova e ao apuramento total das responsabilidades criminais dos envolvidos."


Mais informações em artigos publicados em CM, Expresso e Observador
Video na SIC Noticias